NR Sports

PSG e o maior poder financeiro

NR
NEWS

Publicado em 03 de março de 2020

Relatório do Soccerex divulgado em fevereiro destaca crescimento no primeiro ano de Neymar Jr no clube

O Paris Saint Germain é o clube com maior poder financeiro no futebol mundial, de acordo com o Soccerex Football Finance 100, o relatório anual da Soccerex, organização especializada na avaliação de negócios do futebol. O PSG superou o Manchester City pela primeira vez.

O índice divulgado em fevereiro de 2020 tem como base os balanços relativos à temporada 2017 – 2018 (julho a junho), último ano financeiro global disponível no mercado. A entidade também utilizou outras fontes oficiais para complementar o relatório final, como valores de transferência de jogadores, relatórios da UEFA e mídia especializada.

 

 

 

O período analisado é justamente o primeiro ano de Neymar Jr no clube francês. O brasileiro foi contratado em agosto de 2017. O relatório do Soccerex segue a linha de crescimento do PSG já mencionada pelo estudo da consultoria Deloitte, o Deloitte Football Money League, porém com diferentes tipos de análise e foco na metodologia de estudo (Leia a reportagem).

 

A pontuação obtida pelo Paris no relatório do Soccerex é de 5,318 no Índice de Finanças Financeiras (FFI), que leva em consideração cinco principais variáveis de receita como:

 

1- Ativos de jogo (jogadores)

2- Ativos tangíveis e dinheiro (estádios, centros de treinamento e outras propriedades do clube)

3- Dinheiro no banco

4- Investimento potencial do proprietário

5- Dívida Líquida

 

O Manchester City, que liderou todas as classificações anteriores nos últimos três anos, ficou em segundo lugar com uma pontuação da FFI de 5,197.

 

De acordo com os dados, a posição dos clubes é justificada, em grande parte, pelo vasto recurso financeiro de seus respectivos proprietários. Juntas, os times valem mais de 1 bilhão de euros.

 

O relatório menciona que o PSG ultrapassou o Manchester City graças a um nível aprimorado de gestão financeira, permitindo ao clube aumentar suas reservas de caixa e reduzir os níveis de dívida. Isso foi feito, segundo o estudo, por meio de uma combinação de vendas e suporte de jogadores, que elevaram o capital social do clube para 316 milhões de euros.

 

O aumento anual nas reservas de caixa do PSG foi cinco vezes o aumento nas do Manchester City, mas a maior mudança foi em termos de dívida, onde o PSG conseguiu uma redução de € 70 milhões, enquanto os níveis de dívida do Man City aumentaram mais de € 90 milhões.

 

1- PSG (FRA) – 5.318

2- Manchester City (ING) – 5.197

3- Bayern de Munique (ALE) – 3.888

4- Tottenham (ING) – 3.441

5- Real Madrid (ESP) – 3.336

6- Arsenal (ING) – 3.150

7- Chelsea (ING) – 2.893

8- Liverpool (ING) – 2.616

9- Juventus (ITA)- 2.195

10- Borussia Dortmund (ALE) – 2.154

Ver todos parceiros

siga o instagram da nr sports